Elvis

12 de Outubro de 1997

Faleceu em Maio de 2007

Foi um cão exemplar, meigo, esperto que adorava crianças e animais.

Adorava dar saltitos quando corria, rasgar papel, dormir de barriga para o ar, queria sempre ajudar a levar qualquer coisa com a boca quando estavamos a chegar a casa, geralmente davamos-lhe a trela ou um porta-moedas para ele ficar contente, adorava pegar na pontinha das almofadas, maiores que ele, com a boca e arrastá-las pela casa enquanto se abanava para nós, feliz.

Adorava puré e peixe cozido.

Corria para a beira dos nossos gatos quando miavam.

As suas orelhas saltitavam quando saltitava.

Quando lhe perguntavamos onde tinha posto o chinelo ele ía buscá-lo,

quando lhe perguntavamos pelas chaves que ele escondera quando entravamos em casa, ele ía ao sitio mostrar-nos onde estavam,

quando lhe perguntavamos pela bola ou pelo osso ou outro brinquedo ele sabia qual era e trazia-o.

Quando lhe diziamos "olha a mosca", ele olhava à volta à procura,

Quando lhe diziamos "olha um avião" ele olhava para o céu,

Quando lhe perguntava pelo dono ele ía a correr procurá-lo pela casa e dava um saltito quando o encontrava.

Se lhe dissesse que o dono estava na vozinha ele ía directo à cozinha...

Ele entendia quando lhe dizia vai à cozinha, quarto ou sala, assim como rua.

Ele aprendeu dezenas de palavras, sem nunca esperarmos por isso, aprendeu com a convivênvia, com a comunicação que existia entre nós.

Foi o melhor cão do Mundo para mim e nunca deixarei de sentir saudades.

Foi dedicado e fiel aos seus donos a sua vida toda.